Eucaristia - 1º Domingo do Advento

Nos passado Domingo dia 27 de Novembro de 2011, celebrámos o 1º Domingo do Advento. Aqui ficam alguns momentos dessa celebração.


Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo Segundo S. Marcos
video
O nosso Pároco Pe Henrique Manuel Rodrigues dos Santos


Fotos do 1º Domingo do Advento
video

1º Domingo do Advento

Domingo, 27 de Novembro de 2011


1ª LEITURA - Is 63, 16b-17.19b; 64, 2b-7
«Oh, se rasgásseis os céus e descêsseis»

Leitura do Livro de Isaías
Vós, Senhor, sois nosso Pai
e nosso Redentor, desde sempre, é o vosso nome.
Porque nos deixais, Senhor, desviar dos vossos caminhos
e endurecer o nosso coração, para que não Vos tema?
Voltai, por amor dos vossos servos
e das tribos da vossa herança.
Oh, se rasgásseis os céus e descêsseis!
Ante a vossa face estremeceriam os montes!
Mas Vós descestes
e perante a vossa face estremeceram os montes.
Nunca os ouvidos escutaram, nem os olhos viram
que um Deus, além de Vós,
fizesse tanto em favor dos que n’Ele esperam.
Vós saís ao encontro dos que praticam a justiça
e recordam os vossos caminhos.
Estais indignado contra nós,
porque pecámos e há muito que somos rebeldes,
mas seremos salvos.
Éramos todos como um ser impuro,
as nossas acções justas eram todas como veste imunda.
Todos nós caímos como folhas secas,
as nossas faltas nos levavam como o vento.
Ninguém invocava o vosso nome,
ninguém se levantava para se apoiar em Vós,
porque nos tínheis escondido o vosso rosto
e nos deixáveis à mercê das nossas faltas.
Vós, porém, Senhor, sois nosso Pai
e nós o barro de que sois o Oleiro;
somos todos obra das vossas mãos.

Palavra do Senhor.


2ª LEITURA -  1 Cor 1, 3-9
«Esperamos a manifestação de Nosso Senhor Jesus Cristo»

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios
Irmãos:
A graça e a paz vos sejam dadas
da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.
Dou graças a Deus, em todo o tempo, a vosso respeito,
pela graça divina que vos foi dada em Cristo Jesus.
Porque fostes enriquecidos em tudo:
em toda a palavra e em todo o conhecimento;
e deste modo, tornou-se firme em vós o testemunho de Cristo.
De facto, já não vos falta nenhum dom da graça,
a vós que esperais a manifestação de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Ele vos tornará firmes até ao fim,
para que sejais irrepreensíveis
no dia de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Fiel é Deus, por quem fostes chamados
à comunhão com seu Filho, Jesus Cristo, Nosso Senhor
.
Palavra do Senhor.


EVANGELHO Mc 13, 33-37
«Vigiai, porque não sabeis quando virá o dono da casa»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Naquele tempo,
disse Jesus aos seus discípulos:
«Acautelai-vos e vigiai,
porque não sabeis quando chegará o momento.
Será como um homem que partiu de viagem:
ao deixar a sua casa, deu plenos poderes aos seus servos,
atribuindo a cada um a sua tarefa,
e mandou ao porteiro que vigiasse.
Vigiai, portanto,
visto que não sabeis quando virá o dono da casa:
se à tarde, se à meia-noite,
se ao cantar do galo, se de manhãzinha;
não se dê o caso que, vindo inesperadamente,
vos encontre a dormir.
O que vos digo a vós, digo-o a todos: Vigiai!».

Palavra da salvação.


Cânticos - 1º Domingo do Advento



Entrada


Abri de par em par as portas a Cristo
Abri as portas ao Redentor


Cristo é o caminho
A verdade e a vida


Cristo é nossa alegria
O Salvador do mundo

Salmo


Senhor nosso Deus, fazei-nos voltar
Mostrai-nos o Vosso rosto e seremos salvos

Apresentação dos Dons


No fim dos tempos virá o Senhor
E nós iremos ao seu encontro
O Senhor virá, o Senhor virá.
Olhai para as alturas, onde vai aparecer o Salvador
O Senhor virá, o Senhor virá.
O Salvador é nosso Deus, Criador do Céu e da Terra.
O Senhor virá, o Senhor virá.
No fim dos tempos virá o Senhor
E nós iremos ao seu encontro
O Senhor virá, o Senhor virá.
Comunhão


A minha casa é casa de oração, diz o Senhor.
Nela quem pede ao Pai, recebe a unção do seu favor
Quem busca amor, amor encontrará
E a quem chamar, a porta se abrirá.
A minha alma suspira ansiosamente
Pelos átrios do Senhor
O meu coração e a minha carne
Exultam no Deus vivo.
Até as aves do céu encontram abrigo
E as andorinhas um ninho para os seus filhos
Junto dos vossos altares, Senhor dos Exércitos
Meu Rei e Meu Deus.
Felizes os que moram em vossa casa
Podem louvar-Vos continuamente
Felizes os que em Vós encontraram a sua força
Os que trazem no coração os caminhos do Santuário.


Pós-Comunhão


O Povo jaz em grande dor: vinde-nos salvar.
A Deus levanta o seu clamor: vinde-nos salvar.
Ouvi, ó Pai, o grito deste Povo.
Ouvi, Cristo, vinde-nos salvar.
O Povo jaz na escravidão: vinde-nos salvar.
O Povo anseia liberdade: vinde-nos salvar.
Final


Vinde Senhor, vinde salvar-nos
Vinde Senhor, nossa alma espera o Verbo de Deus
Senhor Jesus Cristo, desejado das nações
Esperança do mundo inteiro
Vinde e aparecei à face da Vossa Igreja

Cânticos - Solenidade de Cristo Rei



Entrada


Hinos de glória, cantemos ao Senhor
Cantemos vitória, aleluia.


Cantai povos todos, Cristo é nosso Rei.
Nós somos seu Povo, somos sua Grei.


Pela Eucaristia, Cristo é nosso pão,
Vida e alegria, nossa salvação.

Salmo


O Senhor é meu pastor, nada me faltará,
nada me faltará!


Apresentação dos Dons

Cristo dará a liberdade,
Cristo dará a salvação,
Cristo dará a esperança,
Cristo dará o amor.
Se eu lutar pela paz e a verdade – encontrá-la-ei.
Se ajudar a levar a cruz aos outros – salvar-me-ei.
Dá-me Senhor a Tua Palavra.
Ouve Senhor, minha oração.
Se eu souber perdoar de coração – terei o perdão.
Se seguir os caminhos do amor – verei o Senhor.
Dá-me Senhor Tua Palavra,
Ouve Senhor, minha oração

Comunhão

Eu tinha fome e deste-me comida
Eu tinha sede e deste-me bebida
Estava nu e deste-me agasalho
Não tinha emprego e deste-me trabalho.
Quando Senhor, fiz uma tal acção
Quando fizeste a um dos meus irmãos
Quando Senhor é que eu te fiz assim
Quando fizeste aos outros foi a Mim.
Andava errante e tu me encaminhaste
Estava preso e tu me visitaste
Não tinha casa e tu me deste teto
Não tinha amigos e deste-me afeto.
Eu era cego e tu me conduziste
Estava enfermo e tu me assististe
Eu era velho, feio e sem saúde
E tu me deste a tua juventude
Não tinha fé e tu crer me fizeste
Não tinha amor e tu amor me deste
Não tinha vida e tu vida me deste
Meu desespero em esperança converteste


Pós-Comunhão


Cristo vence,
Cristo reina
Cristo, Cristo impera.


Louvai o Senhor todas as gentes,
Aclamai-O todos os povos.


O Seu Amor por nós é firme,
Eterna a Sua fidelidade.
Final


Cristo ontem, Cristo hoje,
Cristo sempre meu Salvador
Tu és Deus, Tu és o Amor,
Tu me chamas, eis-me aqui.


Louvai Jesus, o bom pastor,
Que por amor foi procurar
O pecador para o salvar,
Aclamemos o Nosso Deus
Ámen! Aleluia!


Louvai Jesus Mestre e Senhor,
Que nos estende a sua mão
E nos concede o seu perdão,
Aclamemos o Nosso Deus
Ámen! Aleluia!

XXXIII Domingo Comum

Domingo, 13 de Novembro de 2011


1ª LEITURA - Prov 31, 10-13.19-20.30-31
«Põe mãos ao trabalho alegremente»

Leitura do Livro dos Provérbios
Quem poderá encontrar uma mulher virtuosa?
O seu valor é maior que o das pérolas.
Nela confia o coração do marido
e jamais lhe falta coisa alguma.
Ela dá-lhe bem-estar e não desventura,
em todos dias da sua vida.
Procura obter lã e linho
e põe mãos ao trabalho alegremente.
Toma a roca em suas mãos, seus dedos manejam o fuso.
Abre as mãos ao pobre e estende os braços ao indigente.
A graça é enganadora e vã a beleza;
a mulher que teme o Senhor é que será louvada.
Dai-lhe o fruto das suas mãos
e suas obras a louvem às portas da cidade.

Palavra do Senhor.


2ª LEITURA -  1 Tes 5, 1-6
«Para que o dia do Senhor não vos surpreenda como um ladrão»

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Tessalonicenses
Irmãos:
Sobre o tempo e a ocasião, não precisais que vos escreva,
pois vós próprios sabeis perfeitamente
que o dia do Senhor vem como um ladrão nocturno.
E quando disserem: «Paz e segurança»,
é então que subitamente cairá sobre eles a ruína,
como as dores da mulher que está para ser mãe,
e não poderão escapar.
Mas vós, irmãos, não andais nas trevas,
de modo que esse dia vos surpreenda como um ladrão,
porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia:
nós não somos da noite nem das trevas.
Por isso, não durmamos como os outros,
mas permaneçamos vigilantes e sóbrios.

Palavra do Senhor.


EVANGELHO Mt 25, 14-30
«Foste fiel em coisas pequenas:
vem tomar parte na alegria do teu Senhor
»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo,
disse Jesus aos seus discípulos a seguinte parábola:
«Um homem, ao partir de viagem,
chamou os seus servos e confiou-lhes os seus bens.
A um entregou cinco talentos, a outro dois e a outro um,
conforme a capacidade de cada qual; e depois partiu.
O que tinha recebido cinco talentos
fê-los render e ganhou outros cinco.
Do mesmo modo,
o que recebera dois talentos ganhou outros dois.
Mas, o que recebera um só talento
foi escavar na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor.
Muito tempo depois, chegou o senhor daqueles servos
e foi ajustar contas com eles.
O que recebera cinco talentos aproximou-se
e apresentou outros cinco, dizendo:
‘Senhor, confiaste-me cinco talentos:
aqui estão outros cinco que eu ganhei’.
Respondeu-lhe o senhor: ‘Muito bem, servo bom e fiel.
Porque foste fiel em coisas pequenas, confiar-te-ei as grandes.
Vem tomar parte na alegria do teu senhor’.
Aproximou-se também o que recebera dois talentos e disse:
‘Senhor, confiaste-me dois talentos:
aqui estão outros dois que eu ganhei’.
Respondeu-lhe o senhor: ‘Muito bem, servo bom e fiel.
Porque foste fiel em coisas pequenas, confiar-te-ei as grandes.
Vem tomar parte na alegria do teu senhor’.
Aproximou-se também o que recebera um só talento e disse:
‘Senhor, eu sabia que és um homem severo,
que colhes onde não semeaste e recolhes onde nada lançaste.
Por isso, tive medo e escondi o teu talento na terra.
Aqui tens o que te pertence’.
O senhor respondeu-lhe: ‘Servo mau e preguiçoso,
sabias que ceifo onde não semeei e recolho onde nada lancei;
devias, portanto, depositar no banco o meu dinheiro
e eu teria, ao voltar, recebido com juro o que era meu.
Tirai-lhe então o talento e dai-o àquele que tem dez.
Porque, a todo aquele que tem,
dar-se-á mais e terá em abundância;
mas, àquele que não tem, até o pouco que tem lhe será tirado.
Quanto ao servo inútil, lançai-o às trevas exteriores.
Aí haverá choro e ranger de dentes’».

Palavra da salvação.


Cânticos para o XXXIII Domingo Comum



Entrada


Eu cuidarei das minhas ovelhas
Eu cuidarei, diz o Senhor.

Pastor de Israel escutai
Vós que conduzis José como um rebanho
Vós que estais sobre Querubins aparecei
À frente de Efraim, Benjamim e Manasés.

Arrancastes uma videira do Egipto
Expulsastes as nações para a transplantar
Preparastes-lhe o terreno
Ela deitou raízes e encheu a Terra.

Salmo

Ditoso o que segue o caminho do Senhor.

Apresentação dos Dons


A messe é grande e os operários são poucos
Mandai, Senhor operários para a vossa messe

Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração,
Que vos apascentarão com sabedoria e prudência.
Mandai, Senhor operários para a vossa messe.
Eu próprio irei em busca das minhas ovelhas,
E hei-de encontrá-las.
Arrancá-las-ei de entre os povos
E as reunirei dos vários países,
Para as reconduzir à sua própria terra.
Apascentá-las-ei nas montanhas de Israel.
Estabelecerei sobre elas um só pastor que as apascente,
O meu servo David.
Elas as apascentará,
Ele será o seu pastor

Comunhão


Como o Pai me amou
Eu vos tenho amado
Permanecei no meu amor
Permanecei no meu amor.
Se guardarem minhas palavras, e se amarem como irmãos
Partilharão com alegria o dom da fraternidade.
Se fizerdes o que vos mando e se amarem de verdade
Frutos dareis em abundância meu amor manifestar-se-á.
Não verão amor tão grande como aquele que vos dei
Por vós darei a minha vida, amai-vos como eu vos amei.
Se forem firmes no caminho seguindo sempre a verdade
Partilharão meu pleno gozo de amar como o Pai me amou.


Pós-Comunhão

Deus é amor, aquele que permanece no amor
Permanece em Deus
E Deus permanece nele.
Ainda que eu fale a língua dos homens e dos anjos
Se não tiver caridade
Não passo de um bronze que ressoa
Ou de um prato de metal que tange.
Ainda que eu tenha o dom da profecia
E conheça todos os mistérios e toda a ciência
Ainda que eu tenha a plenitude da fé
A ponto de transportar montanhas
Se não tiver caridade, nada sou.


Final


O Senhor me chamou a trabalhar
A messe é grande a ceifar,
A ceifar o Senhor me chamou,
Senhor aqui estou.

Vai trabalhar pelo mundo fora,
Eu estarei até ao fim contigo
Esta na hora, o Senhor me chamou
Senhor aqui estou.

Todo o bem que na terra alguém fizer
Jesus no céu vai premiar
Cem por um já na terra Ele vai dar
No céu vai premiar.

XXXII Domingo Comum


1ª LEITURA - Sab 6, 12-16
«A Sabedoria faz-se encontrar aos que a procuram»

Leitura do Livro da Sabedoria
A Sabedoria é luminosa e o seu brilho é inalterável;
deixa-se ver facilmente àqueles que a amam
e faz-se encontrar aos que a procuram.
Antecipa-se e dá-se a conhecer aos que a desejam.
Quem a busca desde a aurora não se fatigará,
porque há-de encontrá-la já sentada à sua porta.
Meditar sobre ela, é prudência consumada
e, quem lhe consagra as vigílias, depressa ficará sem cuidados.
Procura por toda a parte os que são dignos dela:
aparece-lhes nos caminhos, cheia de benevolência,
e vem ao seu encontro em todos os seus pensamentos.
Palavra do Senhor.


2ª LEITURA -  1 Tes 4 8
«Deus levará com Jesus os que em Jesus tiverem morrido»

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Tessalonicenses
Não queremos, irmãos, deixar-vos na ignorância
a respeito dos defuntos,
para não vos contristardes como os outros,
que não têm esperança.
Se acreditamos que Jesus morreu e ressuscitou,
do mesmo modo, Deus levará com Jesus
os que em Jesus tiverem morrido.
Eis o que temos para vos dizer,
segundo uma palavra do Senhor:
Nós, os vivos, os que ficarmos para a vinda do Senhor,
não precederemos os que tiverem morrido.
Ao sinal dado, à voz do Arcanjo e ao som da trombeta divina,
o próprio Senhor descerá do Céu
e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.
Em seguida, nós, os vivos, os que tivermos ficado,
seremos arrebatados juntamente com eles sobre as nuvens,
para irmos ao encontro do Senhor nos ares,
e assim estaremos sempre com o Senhor.
Consolai-vos uns aos outros com estas palavras.
Palavra do Senhor.


EVANGELHO Mt 25, 1-13
«Aí vem o Esposo: ide ao seu encontro»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo,
disse Jesus aos seus discípulos a seguinte parábola:
«O reino dos Céus pode comparar-se a dez virgens,
que, tomando as suas lâmpadas, foram ao encontro do esposo.
Cinco eram insensatas e cinco eram prudentes.
As insensatas, ao tomarem as suas lâmpadas,
não levaram azeite consigo,
enquanto as prudentes,
com as lâmpadas, levaram azeite nas almotolias.
Como o esposo se demorava,
começaram todas a dormitar e adormeceram.
À meia noite ouviu-se um brado:
‘Aí vem o esposo; ide ao seu encontro’.
Então, as virgens levantaram-se todas
e começaram a preparar as lâmpadas.
As insensatas disseram às prudentes:
‘Dai-nos do vosso azeite,
que as nossas lâmpadas estão a apagar-se’.
Mas as prudentes responderam:
‘Talvez não chegue para nós e para vós.
Ide antes comprá-lo aos vendedores’.
Mas, enquanto foram comprá-lo, chegou o esposo:
as que estavam preparadas
entraram com ele para o banquete nupcial;
e a porta fechou-se.
Mais tarde, chegaram também as outras virgens e disseram:
‘Senhor, senhor, abre-nos a porta’.
Mas ele respondeu:
‘Em verdade vos digo: Não vos conheço’.
Portanto, vigiai, porque não sabeis o dia nem a hora».
Palavra da salvação.

Cânticos para o XXXII Domingo Comum


Entrada
Aclamai a Deus Terra inteira
Aclamai a Deus Terra inteira
Cantai a glória do seu nome
Cantai a glória do seu nome

Celebrai os seus louvores
Dizei a Deus: maravilhosas são as vossas obras
A terra inteira vos adore e celebre
Entoe hinos ao vosso nome.

Salmo
A minha alma tem sede de Vós, meu Deus.
A minha alma tem sede de Vós, meu Deus.
Apresentação dos Dons
Senhor, Vos ofertamos em súplice oração,
O cálice com vinho e na patena o pão.
O cálice com vinho e na patena o pão.
O pão vai converter-se na carne de Jesus,
E o vinho será o sangue que derramou na Cruz.
E o vinho será o sangue que derramou na Cruz.
Senhor, Vos damos tudo: nosso pesar e gozo,
Nossa alegria e dores, trabalhos e repouso.
Nossa alegria e dores, trabalhos e repouso.
A voz do sacerdote, que é a nossa voz,
Vos dá a hóstia viva que somos todos nós.
Vos dá a hóstia viva que somos todos nós.

Comunhão
Eu estou à porta e chamo, diz o Senhor:
Se alguém ouvir a minha voz e me abrir a porta,
Entrarei em sua casa e cearei com ele.
Os que seguem o Cordeiro estão na presença de Deus,
Servindo-O dia e noite no seu templo.
Nunca mais terão fome nem sede,
Nem o sol ou vento ardente cairão sobre eles.
Deus há-de abrigá-los na sua tenda,
E enxugará todas as lágrimas dos seus olhos
Pós-Comunhão
Senhor, a Tua graça e imenso amor
Salvou um pecador como eu
Estava só, mas Tu vieste … Eu Te encontrei
Não via, agora sei quem és.
Levanto o meu olhar a Ti, Senhor,
Tu és o Nosso Deus, Salvador
Tu vieste e foste Paz, vieste dar
A força a quem quiser andar.
Em noite ou claro dia eu sei quem és
Irei, seguindo a luz que encontrei
Nunca mais se apagará a luz, que és Tu
E eu sei em quem acreditei.
Final
Confiarei no meu Deus
Confiarei no meu Senhor,
Nada Temo, porque Ele me conduz.
Eu confio no Senhor
Minha alma confia na sua Palavra.
Das profundezas, Senhor, clamo por Ti:
Escuta a minha Voz.